Pinguilim

pinguilin-menino_dorme_2

Foto: Spirito Santo

Sou
Pinguilim
Pirlimpimpim
de anseios e fissuras
Indeléveis purpurinas puras
piscinas azuis
onde boiam pirilâmpadas
estrelinhas cintilando no quengo
como bicadas de rouxinol

(Mas, como assim?
Do nada?
Pensei que no quengo
estrelinhas só cintilassem
na base da porrada)

————-

Pinguilim

Blim blim de sininho
sem fadinha alguma na pista
Pisca pisca de funkão distante
gambiarrazinha
de árvore de natal
sem natal algum à vista
só tontura colorida de cheiros
na calma das risadinhas
roucas, fracas

como motorzinho à pilha
fracassando
fracassan…
fracas…

(Barulho de latas na cabeça
Chiado de fungadas tristes)

————

Pinguilim
mesmo de dia vê
faróis e rouxinóis
Letrinhas da cama de folha de jornal
tremeluzindo a vista
confundindo o estômago
e a vitamina mista

Vivo ou sonho?

Sono ou fome?
Frio ou calor?

Este bafão no meu cangote
é bicho, homem
ou lobisomem?

(Em noite de Pinguilim
todos os bafos
são baços desejos

de velhos gatos
ratos safados)

Ta ligado?
Atividade!

(Se ficar o bicho come
Se ralar o bicho some).

Tá ligado?

Por isto fui, Tia.
Mesmo no oco da noite
Sem ai nem ui
Pinguilim cambaleante
chupando o dedo
Fui!

Spírito Santo
Julho 2008

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s