Brasil da’Máquina’ doida / Post #02

(Parte # 02 de um post assustado, niilista e alarmista, graças a Deus. Leia aqui o post #01)

(Cruzes! Os fatos avassaladores continuam a me atropelar a escrita. Nem acabei de escrever ainda e o que penso denunciar por suspeição remota já aparece confirmado como escândalo na mídia dita ‘golpista’.  Assim não dá! estes ‘neo aloprados’ estão tirando toda a graça de novidade dos meus posts!)

O projeto e os componentes dalla ‘Machina’

Tutto buono equipamenti. Tropo qualitá, padrino!

A razão de ficar aqui tentando  explicar o que pode estar ocorrendo nestas eleições, assim de forma tão enfática e insistente é importante pra caramba sim, garanto:  Sem querer ser pitonisa de nada – Deus me livre e guarde! – sugiro até  que considerem estas especulações o mais serenamente possível.

O esquema ao qual me refiro (a ‘Máquina‘) não diz respeito apenas à meia dúzia de corruptos que ‘normalmente‘ – como os petistas mais fanáticos, de forma irresponsável dizem hoje por aí,  ‘existem em qualquer governo’ – este esquema, aparentemente pode estar envolvendo a cúpula máxima do governo. Duvidam?

A sala de comando, a Central de operações deste esquema, onde os planos ao que parece, estão sendo articulados, surpreendentemente (pelo menos ao que se pode apreender das informações até agora disponíveis) parece estar instalado na própria Casa Civil da Presidência da República, no vestíbulo do poder máximo do país, praticamente na antesala do nosso próprio presidente, como se sabe, um cidadão articuladíasimo, que se tornou celebérrimo e era, até há poucos meses, considerado mundialmente, como sendo O ‘Cara’ (chamuscou-se  bajulando ditadores).

O titular, o chamado ‘Ministro Chefe’ desta Casa Civil da Presidência da República, nos momentos iniciais da implantação deste suposto esquema, aquele a quem se atribui a montagem da ‘Máquina’ (por ele mesmo anunciada como projeto do partido quando no poder), aquele cujas práticas políticas inusitadas são já sabidas e notórias (andou soltando bravatas inconfidentes ontem mesmo por aí ) é o Zé Dirceu que (é sempre bom lembrar) era – ou  ainda é, quem há de saber? – o braço direito do presidente.

Novidade nenhuma, ok? (Por favor: Não me decepcionem: Isto ninguém esqueceu ainda, certo? Hoje mesmo, enquanto escrevia saíam notícias, mais cabeluddas até do que estas que conto, nos principais jornais do país)

Vocês viram? E não foi que a sucessora deste cidadão ainda incólume e superpoderoso (um rasputin tupiniquim, um golbery ‘de araque’)  na tal Casa Civil da Mãe Joana foi  a até então ilustre desconhecida Dilma Roussef ?

Mama mia! Agora que a gente consegue juntar os pauzinhos, não é surpreendente isto aí? Ora…Se isto não é ‘dois mais dois é igual a quatro’ eu sou analfabeto de pai e mãe. Se você ainda não matou esta simples charada porque está distraído, tá legal. Eu perdôo e até explico:

Pode-se com alguma convicção sugerir agora, que o candidato do PT à sucessão com posse em 2011, por alguma razão ainda oculta (quem sabe, um acordo tácito entre Lula e o núcleo duro do PT, autorizando e balisando os acordos e favores ‘a ‘direita‘ em troca de contrapartidas ‘a ‘esquerda‘ depois)  algum compromisso  tácito de que o próximo cacique do Brasil teria que sair deste ‘aparelho’ central, desta ‘Máquina’ já nossa conhecida, denominada Casa Civil da Presidência da República.

(Assusta quem tem juízo, mas bingo para quem disser que o candidato a sucessor de Lula deveria ter sido o Zé Dirceu).

Zé Dirceu, de fato foi abatido em pleno vôo para a indicação, denunciado como ‘ o chefe da quadrilha’ do Mensalão pelo relator do inquérito, o juiz do STJ Joaquim Barbosa (que, aliás, é uma figura, estranhamente posta fora de circulação).

Se fosse para ser assim, como sugiro que estava planejado para ser, abortado pelo escândalo gerado pelas avassaladoras e, até agora, inquestionáveis denúncias a ele imputadas, o projeto de Zé Dirceu e do PT Duro teve que ser alterado então para um ‘plano B’.

Aí e agora fica até fácil entendereste tal plano B, o ‘bônus de êxito’, o prêmio: The winner is… Dilma Roussef, então titular da mesma Casa Civil, sucessora de Zé no cargo, logo… bingo de novo:

A Casa Civil da Presidência da República é sim a berlinda do Poder. Se não for – me cobrem, viu? – desfilo na Esplanada dos Ministérios vestido de baiana, cantando ‘mamãe eu Quero’,  e assumo ser, como se dizia no tempo do Getúlio, um mico de circo.

Caraca! Não é possível! Logo ali, justo na casa do Big Brother Brasil?

Pois é daí que vem a pergunta que não quer calar: Estaria em vigência entre correntes ou facções do PT, algum certo tipo de acerto, sabe-se lá, algum protocolo extra oficial firmado, como sugeri acima, desde  lá no início do primeiro mandato de Lula? Será que nesta alternancia clandestinamente acordada (à nossa revelia portanto) estaria na bucha de assumir o poder, justo agora, definitiva e diretamente,  o velho capo Zé Dirceu com sua misteriosa trupe? Já pensaram nisto?

(Tá. Nem precisa pensar. O próprio Zé Dirceu já deu a entender isto mesmo outro dia).

O fato é que,  se for mesmo isto (‘assim é se lhe parece‘) não há discussão possível – não é sério, seria até perda de tempo a esta altura do ‘campeonato’-  ficar debatendo política em termos convencionais,  refletindo sobre ‘quem é o melhor candidato’, quais são as ‘melhores propostas’, o melhor ‘plano de desenvolvimento econômico‘, que políticas ‘públicas de inclusão social ‘são mais pertinentes ou prioritárias, se o nosso ‘desenvolvimento deve ou não ser sustentável‘, qual a ‘melhor opção de gestão pública‘ e outras conversas fiadas mais, enfim.

Não há papo possível quando se está tratando de um Estado que pode estar corrompido da cúpula até a base (sim porque o ‘Bolsa Família’- vamos combinar – no fundo no fundo, tem sim estas malévolas intenções, este sutil perfil corruptor, pois como dizia o Rei do Baião: a esmola continuada ‘…mata de vergonha ou vicia o cidadão’)

A rebimboca da parafuseta

As engrenagens de controle da ‘Máquina’

É companheiros e companheiras‘minha gente‘! Infelizmente talvez eu não esteja ainda tão pirado assim não.

Escutem aqui, bem ao pé do ouvido: Repararam atentamente que, de forma recorrente, todo titular desta Casa Civil do Brasil (pelo menos a partir do primeiro governo Lula)  controla pessoal e financeiramente,  enfatize-se, pelo menos uma empresa estatal deste governo. Repararam?

Na berlinda sempre estiveram a Caixa Econômica Federal os Correios e telégrafos e o Banco do Brasil, outrora respeitabilíssimas instituições, mas muitas outras estatais e agências reguladoras de serviços públicos e privados já apareceram envolvidas em falcatruas recorrentes.

Reparem também que, como o recente caso de Erenice Guerra indica, este titular  da Casa Civil (uma espécie de ‘Sub Capo’ mafioso) parece contar sempre com ampla liberdade de ação e impunidade no âmbito de seu feudo político administrativo, podendo montar uma extensa rede de devedores de favores, de beneficiários de vantagens e lucros; rede esta na qual Erenice Guerra,pelo que até agora foi constatado, optou por instalar em postos específicos da ‘Máquina’ todos os seus parentes mais próximos, literalmente como (no sentido mafioso do termo) uma ‘famiglia’, totalmente desenvolta e impune, no trato de articulações prevaricadoras as mais espúrias.

Porca miseria! Viram só? Como uma verdadeira Mama da Cosa Nostra, a cearense Erenice fez uma verdadeira pizza de jabá (se me permitem um comentário mais incorreto e  indecoroso).

É lícito, portanto se deduzir que se semelhante estrutura realmente existe – como atestou o ministro Joaquim Barbosa e já está se tornando por demais evidente – instalada que está há tanto tempo, no órgão mais importante e central da administração do Governo Federal, não é fortuito se supor que o ‘Mal‘ pode ter se alastrado já (como vírus ou praga) por toda a estrutura administrativa do Estado, havendo corroído, quase inteiramente – como um amontoado de cupins vorazes– algumas das estruturas mais essenciais de nossa ainda frágil democracia.

(Isto sem falar na disseminação da imoralidade e na sensação de impunidade percebida por todos nós, envolvidos que estamos nesta insidiosa cultura do ‘tudo pode’, que parece predominar no país desde então e que, na minha modesta opinião é um exemplo que vem de cima.)

Ora, parece óbvio enfim, que as consequências eventuais de semelhante tragédia política (Deus queira, sinceramente que eu esteja equivocado ou louco) são absolutamente imprevisíveis – até mesmo para os envolvidos nesta maquiavélica estratégia de manutenção do poder.

Quem quiser prestar atenção vai notar que esta ‘Máquina’ – cujos segredos tento, canhestramente desvendar com suposições niilistas – parece ter se especializado no desvio de dinheiro público e no trafico de favores e interesses, corrompendo tudo e todos e, de quebra – já que é tão fácil fazer e desfazer o que quer que se queira, já que o povo a tudo perdoa – deixando que seus integrantes lucrem pessoalmente com isto. Um bônus, certo? Uma ‘taxa de êxito’ no dizer de Israel Guerra, o ‘lobista Bomba‘, filho de Erenice, esta sisuda gerentona da Casa Civil do Lula.

Azeitada por, no mínimo, 8 anos de prática em experiências alopradas ou bem sucedidas, a ‘Máquina’ pode estar pretendendo sim perpetuar-se no poder indefinidamente – ou pelo menos por muitos anos ainda – como uma imensa  e monstruosa parasita, um câncer linfático social, sei lá, uma coisa destas aí, assustadora.

(Nos meus pesadelos mais angustiantes, chego a pensar até que ela, a ‘Máquina’ tem lá suas secretas ambições internacionalistas. Senão onde encaixaríamos o Ahmadinejad nesta história? E o Sarkozy? E o Chavez?)

Mas não. Eu não sou louco a ponto de especular sobre isto mais detidamente não. Esqueçam esta parte, por favor. Não está mais aqui quem falou. Apaguem.

O certo mesmo é que ninguém deveria ficar de bobeira, alheio à gravidade desta situação, deste aspecto tão periclitante desta transição anarco petista anunciada por entre os dentes (a não ser que você esteja esperando tirar alguma vantagem pessoal disto – o que seria asqueroso – ou que seja, com o perdão da franqueza, um otário destes ‘com doutorado’, um ingênuo e estúpido de carteirinha)

Não se trata de saber, entendam, se Dilma é ou não é competente, se  Lula foi um presidente eficiente nisto ou naquilo, se Serra ou Marina vão ou não vão manter as supostas  ‘conquistas’ da ‘era Lula’, se o Plínio é um doido jovenzinho de terceira idade.

Todos eles são inteligentes e preparados, senão não estariam rodando nesta roda gigante. Só que – e aí está a residencia do perigo – olho no olho, vistos sem maquiagem, uns aparentam ser, na verdade, canalhas dos mais descarados, crápulas da pior laia, e o país não suporta mais ser governado por gente assim.

(Soube-se depois da eleição de Collor de Mello que ele e seu grupo, muito jovens ainda, haviam planejado num pacto no exterior – num bar na China, se não me engano – conquistar o poder no Brasil e tirar vantagem dele, nos mínimos detalhes. Nossa sina parece ser mesmo esta, de estar sempre à mercê de vândalos, ladrões, ‘um sete uns’ e transfugas, escolados nas malandragens mais mirabolantes e inusitadas.)

Tarde demais talvez. O que importa agora, portanto é que em 2011, provavelmente estaremos sendo governados por um esquema destes, deletério por convicção, meticulosamente articulado, ao que se presume, para continuar a surfar nesta onda de bonanza da economia mundial, nesta boa maré deste capitalismo ‘bom velhinho’ (pai dos – países – pobres) que nos rege hoje, esta maré tão alvissareira para a turma dos antes despossuídos, hoje ‘BRICS’ (e atentem aqui para um detalhe sutil: não somos os únicos ‘ricos’ na história deste capitalismo muderno, com prazo de validade quase estourando).

Quando a boa maré nos virar  a cara – e virará um dia, com toda certeza, pois isto faz parte da natureza cíclica do sistema – com o perdão da palavra, nos fuderemos de verde e rosa (ou de verde,amarelo, azul e branco, se preferirem)

Por outro lado, internamente, pode acontecer em breve uma briga surda (‘luta interna’, como se diz no jargão petista) envolvendo estas diversas facções. Ao que tudo indica, pode estar, agora mesmo, rolando um quebra pau homérico, arrancando lascas dos móveis desta Casa de tolerancia em que, irremediavelmente parece ter se transformado a Casa Civil da Presidência da República deste governo.

Cada vez fica mais difícil não achar que Zé Dirceu, Dilma Roussef e até mesmo  Luiz Ignácio (e sabe-se lá quem mais do PT Duro), estão mancomunados e envolvidos em intrincados palpos de aranha. De que outra forma se poderia explicar a enorme desenvoltura de Erenice Guerra, uma mera subalterna dos três, criando a rede tão extensa de prevaricações familiares que criou?

É óbvio também que alguém tolerou, autorizou – ou, quem sabe até ordenou – os ‘mal feitos’ atribuídos a Erenice e sua ‘famiglia’ (e a questão é saber por quanto tempo – e a que custo – ela se manterá neste seu estóico ‘cala-te boca’ conivente, heroico e militante).

Do mesmo modo ‘alguém‘ tolerou, autorizou os mal feitos atribuídos a Zé Dirceu, a Antonio Palloci, e a tantos outros aloprados do alto ou do baixo clero petista. E isto é um óbvio dos mais ululantes da República.

O que mais assusta é que tudo isto, todas estas lambanças, foram feitas assim às claras, nas nossas próprias barbas, já que a tudo toleramos, acumpliciadamente nos acanalhando, dia após dia, aceitando também, mesmo constrangidos, as miseráveis migalhas que nos deram a guisa de propina, de ‘cala boca’ enquanto eles enchiam – e enchem – a cara de botox e a burra de milhões.

O que os olhos não veem…

(Fragmento de velha piada de humor negro):

Durante os trabalhos da criação do mundo, anjo europeu, se dirigindo a Deus,  contrariado:

_” Pô, no meu país tem terremoto, vulcão, tudo de ruim.  Enquanto isto no Brasil o sr. fez tudo de bom, o mais perfeito clima, as mais belas maravilhas da natureza! Não é justo!”

Ao que Deus, ‘na lata’ e senhor de si, respondeu:

_”É? Mas me aguarde: Você vai ver só o povinho que eu vou colocar lá!”

————

Em tempo: Parece haver inclusive, um ramo esquisito desta ‘Máquina‘ , uma espécie de ‘Agencia de informações e Segurança’ , meio desastrada, composta por agentes tipo ‘Pantera Cor de Rosa’, mais ou menos secretos, (‘arapongas‘ no dizer popular), que ganham o seu pão de cada dia montando dossiês para caluniar amigos e inimigos, coletando informações sigilosas para serem, eventualmente usadas contra Deus e o mundo, inclusive do PT.

(Dizem as más línguas – cala-te boca! – que este setor é uma herança do SNI da ditadura, havendo herdado agentes da antiga ‘máquina‘ do tempo do General Figueiredo)

Aliás e a propósito, antes de encerrar: Será que vocês sabiam que existem antecedentes históricos – bem remotos até –  que explicam direitinho este tipo de ‘Máquina de mal feitos’ e corrupção, esta Máfia Política que presumo tenha sido montada no Brasil? É vero, gente. Vem bem de longe isto aí (e nem mesmo foi inventado só no Brasil). Depois, um dia destes – e se tiver coragem – eu conto tá?

Por enquanto, vou ver se relaxo um pouco desta angústia cívica e afogo os maus presságios no lençol de algum bom sonho.

…Já de saída digo e repito, contudo: Atenção com o seu voto! O buraco desta eleição é bem mais embaixo…na verdade,  ele está quase ao rés do chão.

Spirito Santo

Setembro 2010

Anúncios

~ por Spirito Santo em 18/09/2010.

3 Respostas to “Brasil da’Máquina’ doida / Post #02”

  1. Lamento muito ‘admoestar’ o amigo, mas tergiversas também, aliás, como muitos outros amigos (e me causa uma certa angústia até não compreender porque tergiversam tanto). Sei que sabes que não é disto que falo. Sei que me entendestes completamente. Não é disso que falo. Nem dos meandros sujos da ditadura (que são, apesar de inaceitáveis, ‘compreensíveis‘, porque afinal, tratava-se de uma ditadura).

    Não falo também, nem de longe, dos partidos-mariposas que se acercaram da lâmpada do poder (como sempre fizeram, aliás). Não falo também nesta ‘agenda do planejamento das sucessões’, como se estivéssemos numa disputa por alternancia de poder normal, rotineira.

    Não falo também – e sabes muito bem disto – muito menos, de uma corrupção ‘normal’ (‘criada ou… pré-existente’, como dizes- desculpe a franqueza- como roto falando de esfarrapado), uma corrupção ‘aceitável‘, ‘justificável‘ em certos termos, na base dos ‘fins justificam os meios‘.

    Não! Não falo disto. Está claro que não. Os fins, neste caso, além de serem ocultos e desconhecidos, nos aparecem, claramente, inequivocamente como sendo suspeitos, escusos, nem de longe parecidos com aqueles fins que eu, mesmo remotamente, por ideologia digamos, poderia endossar. Falo, com toda a franqueza e serenidade possível nesta grave hora acerca dos MEIOS, dos MEIOS, da maneira como este engodo político está contaminando as pessoas, cegando as pessoas, não só porque não acho corrupção uma coisa que possa ser considerada ‘normal’, em qualquer termo. como presumo que contemporizar, fechar os olhos, subestimar a natureza perversa desta conjuntura, estar cúmplice dela, pode nos trazer problemas terríveis e, quiçá, incontornáveis no futuro.

    Bem, não és o primeiro amigo com o qual debato sobre este assunto. Confesso que me assusta um pouco a extrema coerencia do discurso, rigorosamente de todos, em ítens básicos de um suposto dilema urdido sabe-se lá como e por quem. Um dilema repetido como um mantra bem assustador, porque vem de um coro de pessoas que sabem pensar, que sabem refletir, que sabem discernir muito bem o que fato concreto do que é deslavada mentira.

    Senão, seriam mesmo verdades inquestionáveis o enunciado abaixo?

    1- O governo do PT é virtuoso e onipotente em si mesmo, 2- As denúncias da ‘oposição’ são fruto de uma campanha de uma ‘mídia golpista’, mentirosa e, portanto totalmente caluniosas e eleitoreiras 3- A corrupção estatal (ou partidária) a’ Máquina’ como denominei, é uma estratégia justificável em seus meritórios fins.

    ——————-

    (Em tempo real: Hoje, minha esposa me telefonou assustada, porque sobrevoou os céus do meu bairro, voando bem baixo, um avião de médio porte, seguido por seis caças da FAB. Disse a ela que era o avião do Lula, com toda certeza, que estaria de vista ao Rio e ainda complementei, desconfiado, se não fosse o Lula, havia algo errado aí. Pois bem. Estou ouvindo agora mesmo na TV: Era a Dilma, vossa candidata, que está viajando pelo país no avião da presidência da República ( o ‘nosso’ avião’). O que posso pensar disto? É normal, é lícito isto?

    Outra: Meu filho em Viena me informa, hoje mesmo, que a embaixada o Brasil e na Áustria arrendou um centro de eventos, no último fim de semana, para promover uma ‘feijoada free’, para brasileiros em Viena, feijoada que, na verdade era um evento da campanha da Dilma (pago com o ‘nosso’ dinheiro) , no qual foram distribuídos cartazes e folders e etc.. É fácil se presumir que o mesmo está ocorrendo em muitas outras embaixadas pelo mundo, não? É normal, é lícito isto?

    Enfim…
    ——————-

    Espero que militantes honestos como o amigo, ainda enebriados por esta farsa política ‘que que nunca houve na história deste país‘, tenham tempo de se redimir depois de terem contribuído para manter esta deletéria ‘Máfia política’ no poder. Vantagens, bem sei que vós, os honestos de primeira hora, com certeza não terão. Só me resta lamentar, mantendo o caro amigo na mesma conta de sempre: Um grande e estimado amigo.

    Curtir

  2. Reta final, afinal, é reta final: O ponto de chegada resume-se aos pontos de partida.
    Acabam-se as firulas, evidenciam-se as catástrofes, ainda que elas sejam endêmicas, e, portanto, não incidentais ou acidentais, Spírito.
    Não sei de toda a história que procuras saber, mas é óbvio que um grupo político organizado não é somente o seu dirigente mais visível, nem é só um o dirigente que se qualifica pra ser o que dirige, na medida em que quem dirige é o grupo.
    Explico:
    Geisel, o ditador, ordenou que o general Hugo Abreu, Chefe da Casa Militar, atravessasse a rua, entrasse no Forte Apache e prendesse ninguém menos que o ministro do Exército, porque esse estaria antecipando o debate da sucesão presidencial, coisa que Geisel dizia que não queria.
    Era um cálido e ameno outubro de 1977. O general Abreu, ele mesmo um público pretendente à sucessão de Geisel, deu voz de prisão ao general Frota, um chefe exonerado do cargo pelo chefe dele, o ditador Geisel.
    Dia primeiro de janeiro de 1978, o general Geisel fez um pronunciamento à Nação. Disse que estava aberto o debate da sucessão dele, e que o candidato que preferia era João Batista de Oliveira Figueiredo – chefe do SNI.. E completou: está encerrado o debate.
    Bem, sabes que Hugo Abreu não foi presidente, não é fato.
    Então…

    Em algum lugar público ou clandestino do poder o poder opera e prepara a sucessão de si próprio, pelas regras ou na mão grande. O Senado Romano armou a mão de Brutus pra defender a República dos sonhos imperiais de César.
    Sabes também que PMDB, PCdoB, PP, PTB pertencem à máquina, por certo.
    Sabes também que o PMDB virou o que fora antes de 64 o PSD… não ganha a eleição, mas não deixa o poder.
    Então… sabes tudo de Brasil, não é fato?
    O PT apenas, eu muito lamento, incluiu-se na agenda do planejamento das sucessões do poder, no lugar dos tucanos e dos demos.
    Ah! A Corrupção, a execrável corrupção, sou contra a que permeie as relações da disputa, mas… criadas agora ou pré-existentes, devemos lutar sempre pra que sejam extirpadas.
    Sempre, não apenas quando convém à Globo-Time Life ou Veja-Ditadura Militar… coisa do Demo, sô!
    Eu preferia fosse outro o modo, nestes sete mil quilômetros e meio de litoral, nestes 8 milhões de quilômetros quadrados de matas e montanhas.
    Abraço, amigo.

    Curtir

  3. “…Nossa sina parece ser mesmo esta, de estar sempre à mercê de vândalos, ladrões, ‘um sete uns’ e transfugas, escolados nas malandragens mais mirabolantes e inusitadas…”

    Pronto !…resumindo…tá lá o corpo estendido no chão…

    (uma vez colônica, sempre eternamente uma !…Mesmo que sejamos colonos de nós mesmos…)

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: