Patrulha ideológica às avessas


Voltando à cumplicidade dos intelectuais

Ninguém em sã consciência está deixando de observar que, afora a suja política brasileira atual como um todo, há certa onda de irresponsável amoralidade nesta enorme popularidade do presidente Lula e de sua campanha a reeleição por meio de uma candidata preposta.

Afinal, dando respaldo a esta candidatura, ajudando a construí-la e vendê-la para a população, está um grupo bem articulado de pessoas adultas e letradas, muitas delas renomados intelectuais e artistas que, de modo algum podem ser vistos como ingênuos idealistas iludidos pela propaganda. Não são cegos.

Com – vá lá – honrosas excessões como Oscar Niemeyer, por exemplo, ao que parece não são mais aqueles idealistas do passado. São pragmáticos agora. Os índices de aparelhamento da máquina pública por parte do governo na área da Cultura, mesmo com a suposta abrangencia democrática da Lei Rouanet, são enormes. Basta frisar que os maiores patrocinadores via lei Rouanet são as grandes estatais (Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Correios, etc.).

De certo modo, se observarmos bem atentamente, a maior parte do controle da cultura do país está sob as rédeas do Estado. Isto não é um mal em si, claro. Tem lugares em que assim funciona. O ‘Mercado’, afeito a vários interesses, não consegue gerir bem ou democraticamente estas questões.

A questão é saber – e decidir nas eleições – QUEM é este Estado. A idoneidade de quem governa.

Quem for idealista que atire a primeira pedra

O fato é que muitos são cúmplices do que está instalado, isto sim. Assumiram claramente esta posição que é, sobre vários ângulos, indesculpável. Embora tenham todo o direito de duvidar da idoneidade dos seus opositores ligados ao PSDB, sabem que as denúncias existentes no Ministério público contra o PT são graves e factíveis, sabem também que os sucessos exclusivos dos 8 anos do governo Lula ou são inexistentes ou são exagerados pela propaganda e que, tanto quanto as de Serra, muitas promessas de campanha atuais são irrealizáveis, mas fingem que não sabem para ganhar a eleição.

Estão agora juntos que nem pão quente ao lado do governo. Ao que parece temem o desmonte do esquema atual por um governo que não seja o do PT. Sabem do mesmo modo e por outro lado, o risco institucional que certas idéias expressas pelo PT representam para o futuro imediato do Brasil. O mais estranho é que o histórico das lutas passadas, protagonizadas por muitos deles, não se coaduna com este flerte com idéias tão atrasadas. Sabem, portanto muito bem o que estão fazendo: Brincam com o fogo.

Sabem também, com toda certeza que ondas de progresso econômico – temperados com clientelismo de ocasião – não são exatamente parâmetros válidos de boa gestão governamental nem garantia de boa maré econômica ou financeira em médio prazo.

É bom que se recorde que os índices de popularidade de todos os déspotas do tempo da ditadura militar (Castello Branco, Costa e Silva, Junta militar, Garrastazu Médici e João Figueiredo) – exatamente como ocorre agora com este índice de 82% do Lula – era altíssimo e que o chamado ‘Milagre Econômico’ da Ditadura deixou marcas profundas em nossa economia – e em nossa cultura e na sociedade em geral – por muitos anos à frente.

Sabem de tudo isto, mas cada qual, talvez por força de alguma razão muito particular ainda omissa, resolveu justificar e apostar na adesão irresponsável ao que pode vir ser o atraso. Quem se importa? Farinha pouca meu pirão primeiro.

Gostam de levar vantagem em tudo, morou?

Spírito Santo
Outubro 2010

Anúncios

~ por Spirito Santo em 24/10/2010.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: