Favelas Cariocas, a solução final chegou: Rezem para seus santos padroeiros

Permitam-me primeiro evocar São Tomé nesta história.

Eu li, mas não confio muito em O Globo e muito menos na prefeitura, ambos (por razões turístico esportivas e comerciais óbvias) têm interesse em dourar a pílula das soluções mágicas para o problema das favelas.

Desta vez- oh, desfaçatez! – usaram até São Pedro como cúmplice involuntário, já que os desabamentos de encosta é que teriam possibilitado a prefeitura remover tanta gente. Cruel, sangue de fel este pessoal, não é não?

Mesmo assim convido-os à reflexão sobre o seguinte:

Vocês conseguem enxergar mesmo esta área toda evacuada?Afinal, 47 maracanãs é coisa pra caramba, são 392 mil quilômetros quadrados! Qualquer helicóptero – agora com São Tomé, o único em quem confio, dentro – pode confirmar. Eu, de antemão, duvido.

Segundo: estas 6.800 famílias que ‘vazaram’ e, supostamente foram ‘reassentadas’, foram para onde? Se 47 maracanãs foram evacuados e poucos conjuntos habitacionais (quase nenhum) foram construídos ainda, é lógico se admitir que outra área de proporções semelhantes tivesse sido ocupada em algum lugar, mas onde? Afinal, não há ‘Mister M’ que possa fazer 6.800 famílias desapareçam assim, diluídas numa cidade tão pequena quanto o  Rio de Janeiro.

Outra coisa intrigante é que de 2009 para cá, mesmo se considerarmos as dimensões bíblicas da tragédia de Nova Friburgo e Teresópolis, as maiores áreas de encostas desabadas mais próximas do município do Rio foram o Morro do Bumba em Niterói, (com cerca de 60 a 70 casas, se muito) e Angra dos Reis.

Ou seja, só mesmo somando tudo – o Estado do Rio de Janeiro inteiro – é que teríamos tantos maracanãs assim. Em suma: Não sei mesmo de onde surgiram estes ’47 maracanãs’ caídos ou evacuados no município do Rio. Não sei para onde foi parar tanta gente.

(Para achar, só evocando São Longuinho)

A solução Final, ao que parece está definida e em curso: As UPPs e o Exército espantam a bandidagem. São Pedro cumpre o resto do serviço fazendo desabar as encostas, que faz com que os favelados famílias sejam evacuados (ou mortos, tanto faz).

Só não nos disseram ainda se para o lugar onde estas pessoas vão, vai  existir tudo que elas não tinham na favela (inclusive moradia perto do trabalho).

Ah…mas isto para eles é um mero detalhe, não é não? Aliás, o nome do Instituto  que afeiriu e avalizou este truque de mágica já diz tudo:”Pereira Passos“. Pois não é ele o prefeito que no início do século 19 instituiu a remoção radical da população negra e pobre do centro da cidade com o seu paradigmático ‘Bota Abaixo’

(É. E o bom Pedro,até então, nem estava cooptado como o santo exterminador)

Agora, cá entre nós, esta da prefeitura quase comemorar o ensejo das tragédias, meio que assumindo que fica esperando, torcendo para que a chuva caia forte e derreta tudo, é de uma iniquidade sem tamanho, esta sim bem maior do que 47 maracanãs, sacrílega, criminosa até.

Vocês eu não sei, mas eu acho.

Spírito Santo

Janeiro 2011

Anúncios

~ por Spirito Santo em 30/01/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: